Imagem capa - Crianças no casamento deixam as festas mais alegres e os noivos mais felizes por Jane Monteiro Fotografia
Blog Jane Monteiro Fotografia

Crianças no casamento deixam as festas mais alegres e os noivos mais felizes


Se tem uma coisa que não podem faltar, são crianças no casamento e suas alegrias.


Sejam bem vindos .Sou fotografo de casamento a mais de 10 anos o que isso me dá uma liberdade de olhar para todos lados, avaliar todos os ângulos, pensar em todos os quadros e for fim capturar o que eu quero e o que eu não quero. E é justamente quando falamos de crianças no casamento é que entra o que eu quero, se deixar pelo instinto e amor acabo fotografando o casamento inteiro só de crianças. Claro que eu não faria isso, disse apenas se me deixar no automático.




É que criança no casamento me trai de uma maneira tão humana que basta olhar por um segundo e sempre por sorte ou por talento acabo vendo uma criança na tal mirabolância. Talvez essa palavra nem exista mas essas pequenas criaturas tem a liberdade dentro si e fazem coisa do arco da velha, bom esse tema vc já conhece não é? afinal nossos pais sempre falarem desse termo.

Criança no casamento leva tanta bronca em festa de casamento que nem liga, claro que não é uma baita bronca, são pequenas coisas que na verdade deixam os pais preocupados, afinal tem lugar que a chance de machucar é grande. Mas quer saber, elas não estão nem ai, fogem, brincam , pulam, correm caem e não estão nem ai pra nada.




Eu na verdade nunca vejo crianças, eu vejo inocências vagando e correndo, voando, plainando, são seres tão puros superiores que estão longe de serem como nós adultos, adulto esse hoje que nos tornamos cheios de medos e preceitos, cheios de mágoas e tristezas que acumulamos diante da vida que eu acho que é ai que ficamos imaturos, que é quando deixamos de ser crianças.

Criança no casamento é tão bom de fotografar que sempre que consigo fico muito feliz, são micro segundos que se vc bobear já era, pimba, foto perdida. Precisa ficar atento a todos porque o casamento é um conjunto aonde a presença infantil é normal e preciso ficar atento a noiva, os padrinhos e madrinhas, o pai e a mãe da noiva, os irmão, primos, cunhados e parentes da noiva e claro, o noivo que sempre dão um jeitinho de dar aquela sumida básica.

Se existe uma coisa que criança gosta é de chão, não de pisar mas de se jogar, se esticar no chão, aproveitam todas as luzes do DJ, ficam pulando em círculos que se movem, tentam pegar o laser que muda de cor e bate no peito, reflete no amigo, aquele globo de espelhinhos espalhando quadradinho por tudo que é lado. 




Agora a máquina de fumaça, essa é a hora da massagem do ego. Imagino a mãe cheirando a roupa de glicerina com álcool  se perguntando da onde veio aquele cheiro e nem se lembra que alguns dias antes estavam em um casamento.

Agora se vc quer ver um criança feliz no casamento é o robô de led, esse ganha fácil e é o top five, ou seja, não tem pra ninguém. Eu sei e vc sabe mas eu acredito que não pelas cabecinhas que lá dentro tem um humano, eu sei que vc vai dizer que criança de hoje não é boba, mas vamos partir do principio que não tem e pronto. 

Dura cerca de 40 minutos, aquele jogo de les, o laser que sai da mão imitando um super herói, agora a fumaça, ah, a fumaça que sai da arma é o bicho, todos querem apertar, pena que o tambor deve durar umas 3 ,4 jatos, mas pra os pequeninos é legal mesmo assim.

Criança no casamento tem dead line, criança tem data de validade. Quanto vc menos espera lá estão eles quietos e sem a mirabolância nenhuma quase entrando em estado de letargia e por fim o correto da palavra e que todos nós buscamos e nem sempre conseguimos, o sono. 

Sono de criança é tão sagrado e tão pesado que eles não fazem a mínima ideia mas na festa sempre tem um DJ e pensa que eles acordam? Nada, é sono profundo, o corre corre foi tão bom que pra eles aquilo é música clássica nos ouvidos. Eu chamo de o sono dos justos. Sonhos merecidos. 

Eu queria ser uma mosquinha para saber o que sonham essas crianças tão criativas nos dando sempre alegria que acredito que nessas longas fantasias infantis. Deve ser um manjar dos deuses o que se passa em cada cabecinha.




A presenças dos pequenos em um casamento é a cereja do bolo. Já imaginaram que triste se os pais não pudesse levar seus filhos? Com quem deixariam seus filhos de dois anos ou até de colo. Tudo bem que casamento não é uma festa infantil, mas é um casamento, é festa de família. Ainda bem que na maioria podemos levar não é? 

A gente sabe que é o sonho da noiva mas para os pequeninos é uma recreação infantil . A questão é: Bastam os papais terem um cuidado e um carinho especial com a segurança que pode causar transtornos  dos pimpolhos que tudo acabará bem.

Eu me sinto feliz por fazer parte desse mundo. Me sinto feliz por Deus ter  nos dado esse dom. Falo de min (Antonio Monteiro que vos escreve) e de Jane Monteiro a nossa fotografa número  1 que deu nome a este site e a este espaço e quem sempre nos enriquece com essas fotos maravilhosas desse mundo infantil, esse pequenino mundo do casamento. 

E de pensar que uma dias essas mesmas crianças estarão lá bem na frente, diante do padre ou do cerimonialista, sendo abençoados, estarão na mesma pista de dança que um dia foi play ground, vão estar dançando em cima desse mesmo chão que um dia se jogaram sem medo de ser feliz.  

Eu tenho pra mim que casamento para criança no casamento é uma festa muita mais lúdica do que o sonho da noiva. Vai ver que é ai que se apegam de tal maneira nesse ritual que um dia todos nós estaremos lá no altar lembrando aquela criança que se jogava no chão mas que agora se joga na vida, se joga na mesma alegria de viver, se joga em buscas de sonhos, se joga em busca de amor.




Agora é hora de agradecer deixar o meu muito obrigado a você que chegou até aqui e  doou parte do seu  tempo precioso e que eu acredito que deve ter válido a pena.  O nosso muito obrigado de coração e sinta-se convidado sempre que puder dar uma passadinha por aqui para ler as novidades que eu faço de coração e agradeço pelo seu cometário logo abaixo na caixa de texto.

Fiquem em paz e voltem sempre.

Texto: Antonio Monteiro

Fotografo: Jane Monteiro